Épico e emocionante. Os Azeitonas saltaram da tela para fazer história no Coliseu do Porto

Fotografia: Carlos Dias

Os Azeitonas regressaram ao Coliseu do Porto no sábado passado e protagonizaram uma noite verdadeiramente mágica. De forma intensa e arrebatadora, a banda de Marlon, Nena e Salsa conquistou uma multidão que encheu por completo a mítica sala portuense na grande festa de “Banda Sonora”. 

Já se sabia que o desafio era ambicioso: Celebrar a música e o cinema, simultaneamente, num único espectáculo. Se as expectativas iniciais eram muitas, o resultado não poderia ter sido mais surpreendente. 


“Os Azeitonas no Coliseu em 3D” foi um verdadeiro cine-concerto com projecções de vídeo cuidadosamente criadas para esta ocasião. Com óculos 3D, o público assistiu a um espectáculo dentro de um espectáculo, numa espécie de matrioska de emoções.

Fotografia: Carlos Dias

Mário Augusto, o rosto português das entrevistas em Hollywood, assinalou o início da noite, surgindo na tela para apresentar o que se seguia. A partir daí, o público mergulhou numa verdadeira viagem cinematográfica, repleta de suspense, comédia, drama e romance.

À medida que as canções de “Banda Sonora” foram sendo revisitadas, as referências na tela a filmes bem conhecidos fizeram as delícias dos fãs, que com óculos 3D observaram bem de perto o desenrolar da acção.

Fotografia: Carlos Dias
Fotografia: Carlos Dias

A meio do concerto, Salsa, ao piano, desafiou Tatanka (The Black Mamba) a subir ao palco, protagonizando um dos momentos do espectáculo.

O público não quis fazer apenas papel de figurante e fez questão de participar na festa. Esse protagonismo ficou bem visível no enorme coro de vozes que entoou as canções.  

A transbordar de emoções, o Coliseu assistiu a mais um momento inesquecível, quando Nena se elevou (literalmente) no ar, dentro de uma bola de sabão. Os Azeitonas desafiavam até as leis da gravidade.

Fotografia: Carlos Dias

Perto do final de uma noite épica, o público saltou finalmente das cadeiras para cantar e dançar. Houve ainda tempo para um surpreendente pedido de casamento em palco, que originou uma nova reacção entusiástica do público, depois de testemunhar o “sim!”.

Com a sala completamente rendida, a despedida fez-se com uma merecida e duradoura ovação de pé. À saída do Coliseu todos levaram uma certeza: Havia muitas memórias de uma noite mágica que tão cedo não se esquecerá.

Fotografia: Carlos Dias