Os Azeitonas receberam prémio aRitmar em noite de celebração da amizade Portugal-Galiza

Fotografia: Miguel Marques Ribeiro

Depois da conquista do prémio ibérico aRitmar 2019, na categoria “Melhor Música Portuguesa”, Os Azeitonas marcaram presença na passada quarta-feira na cerimónia que juntou os vencedores, em Santiago de Compostela, para receber em mãos esta distinção internacional.

“Efeito do Observador”, canção do álbum “Banda Sonora”, foi o tema que permitiu a Os Azeitonas ganhar um dos prémios da iniciativa organizada pela Escola Oficial de Idiomas de Santiago de Compostela, que anualmente distingue as melhores músicas e poemas portugueses e galegos.

Numa cerimónia que se realizou no Auditorio de Galicia, a banda de Marlon, Nena e Salsa subiu também ao palco para oferecer algumas canções ao público galego, que retribuiu com muitas palmas e repetindo as letras.

Fotografia: Miguel Marques Ribeiro
Fotografia: Miguel Marques Ribeiro

Esta pequena actuação abriu com “Lugar no Norte”, música d’Os Azeitonas com letra em galego, da autoria do músico Roger de Flor. Um momento muito especial, que comoveu a audiência. A banda tocou ainda “Fundo da Garrafa” e “O Momento”, terminando com a canção vencedora, “Efeito do Observador”. Uma breve actuação que demonstrou que também na Galiza o grupo tem muitos e calorosos fãs.

No encerramento da gala, Os Azeitonas juntaram-se em palco com Uxía e as Tanxugueiras, artistas galegas também distinguidas na cerimónia, e ofereceram ao público mais um momento muito especial, interpretando “Eu vim de longe, eu vou pra longe”, tema incontornável de José Mário Branco. Uma despedida comovente que deixou o público rendido, numa noite que celebrou os laços de amizade entre Portugal e a Galiza.

Fotografia: Miguel Marques Ribeiro
Fotografia: Miguel Marques Ribeiro