PAIÃO

Promete abanar o panorama musical em Portugal resgatando as pérolas musicais criadas e eternizadas por Carlos Paião, o “extraterrestre” que marcou a música portuguesa nos anos 80.

Chama-se PAIÃO, apresentou-se na edição deste ano do Festival da Canção, e junta alguns dos nomes mais carismáticos do momento: Marlon (Os Azeitonas), Jorge Benvinda (Virgem Suta) João Pedro Coimbra (Mesa), VIA e Nuno Figueiredo (Virgem Suta/Ultraleve).

Pó de Arroz“, tema originalmente editado em 1981, é o single de apresentação do álbum “PAIÃO”  e deixa-nos ansiosos pelo resto que aí vem. É também a primeira prova de que este grupo, permitam-nos, de que este supergrupo reinventa de forma prodigiosa a obra de Carlos Paião.

E não será por certo fácil aceitar o desafio de remexer em hinos como “Cinderela”, “Play-back”, “Vinho do Porto (Vinho de Portugal)” ou “Canção do Beijinho”, canções de uma intemporalidade inquestionável. As novas versões de PAIÃO demonstram que não só não é sacrilégio pisar território sagrado, como é possível refazer as canções, trazendo-as para o presente, e transformá-las novamente em êxitos.