SUSANA FÉLIX LANÇA NOVO SINGLE AINDA ESTE ANO

Cantora e compositora está a trabalhar num novo álbum, a editar em 2023
A cantora e compositora Susana Félix, que conta já mais de duas décadas desde a estreia discográfica, dá agora início a um novo capítulo na sua carreira, encontrando-se a trabalhar em música nova. A carismática artista irá editar, ainda este ano, o tão aguardado single de avanço do seu próximo disco, com lançamento previsto para 2023.  

“Até a musica é feita de pausas… A essência de cada um é amorosa, paciente e nunca tem um fim. Um dia, chegou a vontade e resolveu tudo!”, diz Susana Félix sobre esta nova fase do seu percurso artístico. 

Aquele que será o sexto álbum da cantora está já em pré-produção, com os músicos que a têm acompanhado ao vivo e em estúdio. 

Além disso, a voz de temas icónicos da música portuguesa como ‘Mais Olhos (Que Barriga)’, ‘Um Lugar Encantado’, ‘Dá-me a Tua Alma’, ‘Flutuo’, ‘Luz de Presença’ ou ‘Fintar a Pulsação’, entre muitos outros, é a mais recente contratação da agência Contos da Praça

SOBRE SUSANA FÉLIX

Cantora, compositora, produtora e atriz, Susana Félix dedicou-se ao canto e à representação desde muito nova. Em 1999 é lançado o seu álbum de estreia, “Um Pouco Mais”,  que se torna um sucesso de vendas – alcançando o “Disco de Prata” -, e de airplay em rádio, impulsionado por canções ainda hoje incontornáveis, como ‘Mais Olhos (Que Barriga)’ ‘Um Lugar Encantado’. O êxito do disco leva a cantora a percorrer o país de norte a sul com uma longa digressão de dois anos.
Em 2002 edita “Rosa e Vermelho”, registo do qual fazem parte temas como ‘Dá-me A Tua Alma’, ‘Luz de Presença’ – escrito por Sérgio Godinho -, e ‘Deixa-te Voar’
No início de 2006 chega “Índigo”, álbum no qual assina a maioria das letras, entre elas ‘Flutuo’, e no qual partilha a produção e os arranjos com Renato Jr.
Em 2007 edita “Pulsação”, uma compilação galardoada com um “Disco de Ouro”, que reúne novas versões de temas dos seus discos anteriores e dois originais e que dá o mote para mais uma extensa tournée. 
Dois anos depois integra o projeto Rua da Saudade, um tributo a Ary dos Santos. Com Mafalda Arnauth, Viviane e Luanda Cozetti edita o álbum “Canções de Ary dos Santos”, que alcança a marca de “Disco de Platina”. Em 2011 lança “Procura-se”, o seu quarto disco, que conta com a participação de Steven Jansen (baterista dos Japan e David Sylvian), de Carlos Tê e Jorge Drexler (músico uruguaio galardoado com um Óscar da Academia). 
Celebra 15 anos de canções em 2014, com a digressão “Fora de Formato”, à qual se segue uma pausa.
Em janeiro de 2018 edita ‘Samba da Matrafona’, o Hino do Carnaval de Torres Vedras. Com música de Susana Félix e João Cabrita, letra da cantora e do rapper brasileiro Emicida, o tema conta, ainda, com a colaboração de Zeca Pagodinho.